Eletrônicos

Crise do Xbox One foi ‘bem útil’ para o PS4, diz Sony


Shuhei Yoshida: Sony não é submissa aos gamers, mas reações populares foram úteis para o PS4

A repercussão negativa às medidas restritivas do Xbox One foram “bem úteis” para decisões do departamento de marketing do PS4. A observação foi feita pelo presidente da Sony Worldwide Studios, Shuhei Yoshida.

O executivo se refere à restrição de jogos usados e à necessidade de conexão periódica do novo console da Microsoft – duas medidas consideradas antipáticas e sobre as quais a empresa já voltou atrás após grande rejeição dos gamers nas redes sociais.

“Muitas pessoas estavam enviando opiniões sobre esse assunto para o meu Twitter antes da E3”, disse Yoshida à revista Famitsu. “Não digo que nossas políticas sobre hardware sejam decididas unicamente pelas reações dos gamers, mas quando pensamos no produto que estávamos lançando e como lançá-lo, essas reações foram uma fonte muito útil”.

“Nesse momento, estamos recebendo retorno muito positivo”, adicionou o presidente da Sony Computer Entertainment Japan Asia, Hiroshi Kawano. “Fizemos uma lista do que as pessoas estavam esperando de nós, debatendo cada aspecto e recebendo retorno dos consumidores para formar os itens principais.”

Há grande polêmica sobre a diferença de preço entre o PS4 e o Xbox One, que custam 399 dólares e 499 dólares respectivamente. O principal argumento da Microsoft para o preço anunciado é a inclusão do novo Kinect em todas as versões do Xbox One, fazendo do periférico um item essencial para o funcionamento do console.

O PS4 chegará ao mercado ainda em 2013. Ainda não há preço oficial em reais.

Troll – Após a conferência pré-E3 da Sony, na qual a empresa anunciou que o PS4 não teria as mesmas medidas restritivas do Xbox One, Shuhei Yoshida protagonizou um vídeo bem-sucedido no YouTube no qual satiriza o bloqueio de jogos usados.

O executivo diz ao internauta que ensinará os procedimentos para trocar jogos no PS4 e apenas entrega um game na mão de outro funcionário da Sony, que por sua vez agradece.

Confira o vídeo a seguir:

Fonte: http://info.abril.com.br