Internet

YouTube Red é confirmado mas evita comparação com a Netflix

netflixyoutube

Oque é?

O Google anunciou nesta quarta-feira (21) o YouTube Red, um plano pago de streaming que permitirá aos usuários assistirem aos vídeos do YouTube sem visualizar anúncios. Disponível inicialmente nos Estados Unidos, a assinatura custará US$ 9,99 (Cerca de R$ 38 na cotação atual) por mês e oferecerá outros benefícios, como a possibilidade de salvar os vídeos para assisti-los mesmo quando você estiver sem conexão.

O YouTube Red funcionará em conjunto com o Google Play Música, portanto, basta assinar um dos serviços para ter acesso automaticamente a outro, pagando uma única mensalidade. Além disso, ao se tornar assinante, será possível assistir aos vídeos em plano de fundo, então você poderá tocar aquele videoclipe no YouTube enquanto faz outra coisa no smartphone ou tablet.youtuberedMas as novidades não se restringirão ao (enorme) catálogo atual do YouTube: o Google também investirá em vídeos originais, produzidos pelos principais criadores de conteúdo do YouTube. Esses vídeos, que chegarão a partir do início de 2016, estarão disponíveis apenas para assinantes do YouTube Red.

Youtube Red x Netflix

Era questão de tempo para surgirem as comparações com a Netflix, líder no setor de streaming. Mas a versão paga do site de vídeos do Google não está nada satisfeita com isso e já tratou de separar bem as coisas.

O porta-voz Robert Kyncl afirmou que as estratégias das plataformas são opostas: “Nosso serviço de assinatura é completamente diferente do da Netflix. Cada passo que demos ao passar dos últimos anos era o oposto completo do que a Netfix faz”.

A diferença mais óbvia entre as duas é em relação ao conteúdo produzido, pois os programas e filmes que estarão no YouTube Red são protagonizados por pessoas que se destacaram dentro do próprio YouTube e voltados majoritarimanete para os adolescentes, que são a maioria na audiência da plataforma.

Sobre a concorrência entre YouTube Red e Netflix, o fundador e diretor executivo da Zerf (empresa voltada para ajudar a segmentar anúncios de vídeo), Richard Raddon, afirmou que “seria mais fácil para o YouTube se tornar Netflix que para a Netflix se tornar YouTube”.

De acordo com ele, o YouTube precisa de recursos para pagar empresas na produção de conteúdo exclusivo, enquanto a Netflix precisaria reunir milhões de jovens dispostos a postar conteúdo livre com a esperança de conquistar fama.

Disponibilidade

Nos Estados Unidos, o YouTube Red poderá ser assinado a partir da próxima quarta-feira (28), com um período de degustação de 30 dias. O Google ainda não divulgou quando lançará o serviço no Brasil.