Dicas e Curiosidades, Internet

Tudo o que o Facebook sabe sobre você está aqui

Mark Zuckerberg - Facebook

De “like” em “like” o Facebook conhece os seus usuários cada vez melhor. O que gostam, com quem falam, as páginas que visitam e muito mais. Tudo isso é transformado em informação que é vendida aos anunciantes que apostam na publicidade no site. Veja aqui o que o Facebook sabe sobre si.

O que o Facebook sabe sobre você?

Desde o momento em que é feito o registo, e que se assina um acordo de cedência de informações ao Facebook, que a grande rede social começa a conhecê-lo. As amizades, os inimigos, os “likes”, as fotografias que se compartilham, o tempo que se passa a ver as fotografias dos outros e os segredos.

Cada like, byte a byte, a grande rede-social vai armazenando informação. E a informação vale dinheiro. É este o negócio do Facebook: vender informação sobre os utilizadores aos anunciantes.

E quase todos os usuários sabem que o Facebook faz negócio com os seus dados.

O que talvez não saibam é que é bastante simples ver aquilo que o Facebook sabe sobre cada um deles. Em poucos cliques chega-se lá. Aqui basta um.

Grande parte da informação que o Facebook colhe, com o objetivos publicitários, vai para uma página chamada “Gerir as tuas preferências de publicidade”.

A mensagem de entrada desta página é transparente. O Facebook admite que “as tuas preferências incluem informações do teu perfil e aquilo que fazes no Facebook e mesmo fora do Facebook” e junta “mostramos-te anúncios com base em conteúdos que te interessam”.

Os “gostos” e os dados recolhidos durante todas as navegações pela internet vão sendo atirados para várias seções: comida e bebida, compras e moda, estilo de vida e cultura, família e relacionamentos, viagens e muitas outras. Abrindo cada uma dessas categorias, o mistério revela-se. Mesmo quem não tem muitos “gostos” vai vendo as suas preferências crescer e moldarem-se à sua personalidade.

O próprio Facebook convida os seus utilizadores a espreitar e afinar estas definições. “Vê mais daquilo que gostas” sugere a rede social para depois explicar “edite suas preferências para ver anúncios cada vez mais relevantes”. A mensagem termina com uma nota: “se eliminar todas as tuas preferências”, ou seja, esconder do Facebook tudo aquilo que mais lhe interessa, “vai continuar a ver o mesmo número de anúncios, mas poderão ser menos úteis”.

Para ver tudo o que a unidade de publicidade do Facebook recolheu à volta das suas navegações, e para editar essas preferências, clique aqui.

Fonte: TSF Radio Notícia